Ex-atleta se prepara para disputar o inédito Desafio de Campeões Entre Países, na Tennis Cup, nos dias 12 e 13 de outubro

Jaime Oncins, um dos grandes nomes do tênis brasileiro, está de volta às quadras. Nesta semana, ele disputa a competição de duplas do challenger de Belém (PA), o Campeonato Internacional de Tênis do Pará, visando uma preparação para disputar o inédito Desafio de Campeões Entre Países, na Tennis Cup, nos dias 12 e 13 de outubro, no Rio de Janeiro (RJ).

"Quando vou participar de um evento assim, sempre gosto de me preparar, jogar um pouco para pegar ritmo e não estar tão mal. Sou muito competitivo e em um torneio como esse não quero fazer papelão, é um estímulo para treinar um pouco," disse Oncins, campeão de cinco ATP de duplas. Ele ganhou um convite da organização para competir em Belém, ao lado de Victor Maynard e estreia na noite desta segunda-feira, contra Andre Miele e Thales Turini.

De Belém, Oncins disse ter gostado do formato da disputa de campeões entre países, da Peugeot Tennis Cup, na qual enfrentará, ao lado de Fernando Meligeni, o vencedor de França (Yannick Noah e Guy Forget) e Equador (Andres Gomez e Nicolas Lapentti), no mesmo formato de disputa de Copa Davis, só que com três jogos em vez de cinco e o jogo de duplas, se necessário, sendo jogado num match tie-break.

"Acho muito legal jogar, ainda mais neste formato de competição que deveria ser utilizado mais vezes, principalmente para eventos que reúnem tenistas que pararam de jogar há algum tempo. É uma oportunidade de jogar com jogadores que nunca enfrentei, como o Forget e o Noah, que são mais velhos do que eu, e de encontrar com o Gomez e o Lapentti, que são da minha época, embora o Lapentti seja um pouco mais novo", destacou Oncins.

A Tennis Cup começa no dia 12 de outubro, com o Desafio de Campeões Entre Países, e vai até o dia 21, com a disputa de um torneio ATP Challenger Tour, que volta ao Rio depois de 11 anos, distribuindo um total de 75 mil dólares em prêmios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.