Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google

América-MG decepciona em casa e apenas empata com xará potiguar

Com resultado igual em Minas, equipes permanecem próximas, mas perdem chance de se aproximar do G4

Gazeta |

Jogando com vários desfalques, o América-MG teve dificuldades contra o xará potiguar, e não conseguiu passar de um empate 1 a 1, nesta sexta-feira, no estádio Independência. O principal problema encontrado pela equipe mineira foi a forte marcação imposta pelo América-RN, que jogou no contra-ataque. Outra falha grave do Coelho ocorreu nas finalizações, com os atacantes com a pontaria descalibrada.

Confira a classificação atualizada da Série B do Campeonato Brasileiro

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo armador Netinho, que surpreendeu o goleiro Neneca em cobrança de falta. O América-MG empatou com o zagueiro Vinícius Simon, que pegou rebote da zaga potiguar, após escanteio, e fuzilou o goleiro Thiago. Com o resultado, as duas equipes passam a ver o G4 mais distante, os mineiros chegam aos 30 pontos, contra 28 do América-RN.

Leia também:  Vitória aproveita destempero do Joinville e toma a liderança provisória

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o América-MG fará um duelo mineiro contra o Ipatinga, jogo marcado para a próxima terça-feira, no Ipatingão. Já os potiguares terão um clássico pela frente, medindo forças contra o ABC, no estádio Nazarenão.

Gazeta Press
Lance da partida entre os Américas de Natal e de Minas em Belo Horizonte

O jogo

O duelo entre o Coelho e o Dragão começou de forma equilibrada, com as duas equipes buscando a vitória. Aos cinco minutos, os mineiros chegaram com perigo com o avante Fábio Júnior, que arriscou arremate da entrada da área, mas o goleiro Thiago fez a defesa. O América-RN também teve algumas chances, mas aos poucos o time alviverde passou a ter mais posse de bola.

Schwenck anota três gols e lidera goleada do Guarani sobre o CRB na Série B

Aos oito minutos, Thiaguinho chegou à linha de fundo e cruzou na medida para Fábio Júnior, o atacante livre dentro da pequena área, errou a finalização, desperdiçando uma oportunidade clara de abrir o placar. Disposto a vencer para se aproximar dos times do G4, os donos da casa passaram a dominar o jogo, deixando os potiguares aguados no campo de defesa e tentando as jogadas de contra-ataque.

Em uma dessas tentativas, o América-RN conseguiu uma falta do lado direito do campo. Aos 15, o armador Netinho fez a cobrança com qualidade, surpreendendo o goleiro Neneca, que esperava um cruzamento para a área e não conseguiu evitar o gol. Em vantagem no marcador, o time de Roberto Fernandes recuou ainda mais as linhas de marcação, dificultando a chegada do Coelho.

Ex-santista Alemão marca três vezes e Guaratinguetá bate Ipatinga por 3 a 1

Aos 21, em novo contra-ataque, Lúcio avançou em velocidade pela esquerda e bateu cruzado, o arqueiro americano não conseguiu fazer a defesa firme e cedeu escanteio. A resposta dos mineiros não demorou, e veio aos 24, com o zagueiro Vinícius Simon, que pegou rebote da zaga potiguar e fuzilou o goleiro Thiago para empatar o jogo no Independência.

Após o gol da igualdade, os donos da casa intensificaram a pressão atrás da virada. Aos 33, o América-MG cobrou falta pela direita, e a zaga do Dragão tentou cortar e quase marcou contra. No minuto seguinte, Fábio Júnior deu assistência perfeita para o volante Agenor, que debaixo do gol, conseguiu isolar a bola, mandando sobre o travessão.

Com gol no fim, Avaí vira sobre o Grêmio Barueri e amplia invencibilidade

Na volta para a etapa complementar, o América-RN procurou igualar as ações, mas antes dos dez minutos, o Coelho já havia retomado o controle da partida criando as principais chances de marcar, mas falhando na hora do arremate final. Aos 16, o atacante Rodrigo Pimpão teve boa oportunidade em chute cruzado, porém, o tiro passou pela linha de fundo.

Satisfeito com o empate, o Dragão se fechou ainda mais, momento que a equipe alviverde sentiu claramente a falta dos armadores Rodriguinho e Gilberto, que estão lesionados e dão qualidade ao meio-campo americano. Na base da vontade, o Coelho continuou insistindo em busca da virada, porém, as oportunidades de gol ficaram mais escassas, nascendo quase sempre nas bolas paradas e chutes de longa distância.

Nos minutos finais, o nervosismo tomou conta dos donos da casa, que abusaram dos erros de passe e não conseguiram chegar ao tento da virada. Após o apito final, os jogadores e o técnico Milagres ouviram as vaias dos torcedores que marcaram presença no Independência.

Leia tudo sobre: série b 2012américa-mgamérica-rn

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG