Para Tirone, partidas no Pacaembu tiveram pouca presença de torcida e custo não vale a pena

Palco da campanha do título da Copa do Brasil , a Arena Barueri deve continuar sendo a 'casa' do Palmeiras neste Campeonato Brasileiro . O presidente Arnaldo Tirone visitou as obras da Arena Palestra, nesta segunda-feira, e disse que não pensa em mudar o local das partidas, apesar da reclamação de parte da torcida.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Tirone lembrou partidas com pouco público no Pacaembu e defendeu Arena Barueri
Gazeta Press
Tirone lembrou partidas com pouco público no Pacaembu e defendeu Arena Barueri

"Nesse momento, temos um planejamento que é jogar na Arena Barueri e vamos mantê-lo. Quando jogamos no Pacaembu, o público não compareceu como deveria comparecer também", respondeu Tirone, ao ser questionado sobre a pressão da torcida.

Leia mais: Tirone supera rixa com Fla, nega Love e até goleiro Júlio César

Tirone negou também que a distância possa ser um motivo de reclamação. "Temos que analisar com calma e entender os dois lados. A torcida está reclamando, mas eu levo da Avenida Faria Lima até o estádio cerca de 20, 25 minutos. Sei que não é agradável e prefiro o Pacaembu, mas estamos fazendo um sacrifício", explicou.

Veja mais: Elenco do Palmeiras visita obras da Arena Palestra e fica impressionado

O lado financeiro pesa bastante para a manutenção dos jogos em Barueri. Em partidas no Pacaembu, o Palmeiras paga 15% da renda quando é de noite e 12% à tarde, além de uma taxa mínima em todos os compromissos. Já na Arena Barueri, a taxa cobrada é de 2% em qualquer horário. "Teve jogos no Pacaembu que tivemos que pagar para jogar lá", lamentou Tirone.

Ajude o time do Palmeiras a subir no ranking da Torcida Virtual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.