Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Gaúcho mostra respeito pelo Fla e vira cidadão honorario de BH

Jogador do Atlético-MG se reencontra com ex-clube depois de receber homenagem na capital mineira

Gazeta |

Divulgação
Ronaldinho é recebido pelo prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, durante homenagem

O duelo entre Atlético-MG e Flamengo, marcado para o próximo sábado, no Engenhão, será o primeiro jogo do armador Ronaldinho Gaúcho após deixar o time carioca brigado com a diretoria rubro-negra e cobrando salários atrasados. O craque atleticano não quer se envolver em polêmicas, e pelo Twitter manifestou respeito pela torcida do Flamengo, e disse que apenas trocou de time, sem mágoas com os torcedores.

"Não tenho nenhum problema com a torcida do Flamengo. Simplesmente mudei de clube. Vai ser um grande clássico no sábado", postou Ronaldinho, que recebeu na última segunda-feira, o título de Cidadão Honorário de Belo Horizonte, através de uma iniciativa do vereador e vice-presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, que explicou os motivos para homenagear o craque.

"Quando se comenta que Ronaldinho está em Belo Horizonte, o mundo todo respeita mais a cidade. É isso que ele representa, é o que ele fez e está fazendo. Ronaldinho é nosso, é belo-horizontino", declarou.

O presidente alvinegro, Alexandre Kalil, aprovou a iniciativa e afirmou que os críticos são invejosos. "Quando eu soube da homenagem ao Ronaldinho, eu fiquei muito feliz e surpreso. Como diz uma frase de para-choque de caminhão, a inveja é uma merda. Muitos criticaram impiedosamente sem o menor motivo uma expressão legítima da maioria do povo de Belo Horizonte. Larguem a inveja. Isso não faz mal a ninguém. Isso não é pegar propina para construção", disse.

Leia tudo sobre: genetronaldinhobhflamengotorcidaAtlético-MG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG