Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Após críticas, Muricy elogia Felipe Anderson e pede regularidade

Técnico do Santos diz que jovem repetiu atuações de jogos com a seleção brasileira, mas usa craque como comparação e avisa: "Neymar é Neymar porque joga sempre bem"

iG São Paulo |

O técnico Muricy Ramalho teve dois motivos para comemorar após o jogo deste domingo na Vila Belmiro: a vitória (4 a 2 no Grêmio), a primeira do Santos no Campeonato Brasileiro, e a boa atuação do meia Felipe Anderson, mas que foi bastante criticado em outras partidas. O jovem é um dos candidatos a substituir Ganso, isso caso o camisa 10 não cumpra o contrato e saia do time alvinegro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores 

Divulgação
Muricy aprovou atuação de Felipe Anderson contra o Grêmio

Depois ter se sagrado campeão de um torneio quadrangular com a seleção brasileira Sub-20 na Argentina, Felipe Anderson finalmente jogou como Muricy pedia que ele fizesse no Santos. Marcou dois gols e cobrou os escanteios dos outros dois, feitos por Edu Dracena e Neymar.

Leia mais: Muricy não interfere na situação de Ganso, mas espera que siga no Santos

"Todo mundo fala que ele (Muricy) me cobra muito e acho que hoje (domingo), graças a Deus, eu consegui jogar como o professor quer", disse Felipe Anderson, que tem apenas 19 anos e veio da base santista. "Agora vou continuar trabalhando para aproveitar as oportunidades."

Confira ainda: Santos faz 4 a 2 no Grêmio e consegue a primeira vitória no Brasileirão

Muricy disse que só cobra muito de Felipe Anderson porque vê nele potencial para ser um grande jogador. "Já na seleção brasileira no torneio da Argentina, ele tinha jogado bem. Felipe tem de jogar sempre como jogou hoje (domingo). Só de vez em quando não adianta. Neymar é Neymar porque joga sempre bem", disse o treinador.

Apesar de ter elogiado o comportamento do time na vitória por 4 a 2, Muricy disse que vai pedir reforços de ponta para a diretoria, porque o cenário atual não é o ideal. "Perdemos vários jogadores e fui obrigado a lançar os meninos. Eles ainda não estão prontos e o Campeonato Brasileiro é muito pesado", afirmou.

O treinador também confirmou que decidiu antecipar a renovação de contrato com o Santos. "Estou contente aqui e não sou de jogar a toalha", afirmou Muricy, referindo-se a eliminação santista diante do Corinthians nas semifinais da Libertadores.

Leia tudo sobre: brasileirosantosfelipe andersonmuricy ramalhoneymarganso

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG