Regressão do edema ósseo não é suficiente para zagueiro voltar antes do prazo previsto

O técnico do Vasco , Cristóvão Borges, recebeu uma má notícia do departamento médico na manhã desta quinta-feira. Ele foi informado que não poderá contar com o zagueiro Dedé por mais duas semanas e, com isso, o jogador está praticamente descartado para as oitavas de final da Copa Libertadores .

Leia mais: Vasco é severamente punido, mas conta com efeito suspensivo

Seu aproveitamento no jogo de ida é impossível, restando uma pequena possibilidade para o duelo de volta, caso este aconteça somente na segunda semana de maio. A tabela será divulgada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) nesta sexta-feira.

Veja também: MP denuncia Vasco e juíza interdita CT das categorias de base

Há duas semanas, Ded

Dedé continua fora dos planos de Cristóvão por mais duas semanas
Site oficial
Dedé continua fora dos planos de Cristóvão por mais duas semanas
é sofreu um edema ósseo na fíbula da perna esquerda. A previsão do departamento médico sempre foi de quatro semanas para o atleta retornar aos treinos, mas existia a perspectiva de se reduzir o prazo para três semanas.

Com isso, na noite de terça-feira, o defensor se submeteu a mais uma série de exames, que constataram uma redução do edema. O problema é que não existiu uma absorção do líquido liberado pela lesão, o que poderia acarretar um risco de agravamento com uma tentativa de retorno precipitada.

"Infelizmente, não vamos poder antecipar o retorno do jogador. Ele terá que ficar mais duas semanas fazendo tratamento e depois disso vai passar por um novo exame para saber se poderemos ou não liberar o atleta para treinos", disse Clóvis Munhoz, médico do Vasco.

Pela previsão da Conmebol, as oitavas de final serão disputadas ao longo de três semanas. Provavelmente, o Vasco vai fazer seus dois jogos em duas quartas-feiras, sendo 25 de abril ou 2 ou 9 de maio. Como Dedé só vai passar por exames daqui a duas semanas, por volta de 2 de maio, e ainda terá que recondicionar a forma física, além de voltar a trabalhar com bola antes de ser liberado para atuar, dificilmente participará das oitavas.

Os danos pela ausência do principal zagueiro do time também se estendem no Campeonato Carioca. O jogador está fora da partida deste domingo, diante do Flamengo no Engenhão, pelas semifinais da Taça Rio, segundo turno. Dedé também não jogaria uma possível final e nem o primeiro jogo da decisão do Estadual.

"Vamos sentir a falta do Dedé nesses jogos todos importantes que estão por vir. Mas sempre confiei em todos os meus companheiros. O Renato Silva, por exemplo, vem atravessando uma grande fase. Não começou a jogar bem de uma hora para outra. Confio também no Rodolfo e nos demais zagueiros do nosso elenco", elogiou o goleiro Fernando Prass.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.